0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2011-11-12| Media: Imprensa de inspiração cristã continua a ter «espaço»

Abertura do congresso da AIC, em Leiria, deixa sinais de otimismo para o futuro dos jornais regionais e locais

Leiria, 11 nov 2011 (Ecclesia) - O bispo de Leiria-Fátima afirmou hoje que a imprensa regional e local de inspiração cristã tem “espaço” e é necessária porque está “mais próxima da vida, da cultura, da relação e da comunicação entre pessoas”.

D. António Marto falava aos jornalistas à margem do Congresso da Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC), ‘Reinventar/Fechar Jornais’, inaugurado esta manhã e que decorre até sábado no Seminário Diocesano de Leiria.

Admitindo a necessidade de reestruturar publicações, o prelado disse ser possível que “alguns títulos tenham de cair, porque não são sustentáveis economicamente”, mas desejou que os mesmos possam “fundir-se ou trabalhar em colaboração com outros”.

O vogal do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa espera que, deste processo, surja “um novo rosto de uma imprensa de inspiração cristã mais presente, mais influente, mas ao mesmo tempo também mais exigente na sua qualidade, na sua apresentação” e “mais atrativa para as pessoas”.

“Isto requer uma mudança de mentalidade e de adaptação ao novo mundo em que nós estamos agora, a chamada cultura digital, que traz consigo uma nova linguagem, uma nova relação entre as pessoas”, afirmou D. António Marto, referindo que a Igreja tem “procurado responder razoavelmente, até bastante bem, embora progressivamente”.

Pedro Berhan da Costa, diretor do Gabinete para os Meios de Comunicação Social, organismo do Estado, referiu por sua vez que a imprensa regional “continua a ter uma capacidade de implantação e de leitura, junto de vários estratos da população”.

Citando uma análise elaborada pela Universidade do Minho, este responsável revela que os resultados obtidos servem para “afastar um pouco a ideia de que a imprensa regional teria os dias contados”.

Berhan da Costa declarou, por outro lado, que o “incentivo à leitura” (antigo porte pago) continua a fazer “todo o sentido”, ajudando assim a suportar os custos de correio [em 40%] desta imprensa local, mas que este esforço do Estado não deverá aumentar num momento de crise.

Outro estudo, da Universidade Nova de Lisboa, sugere alterações no incentivo à consolidação e desenvolvimento das empresas, propondo a “articulação” com outros incentivos estatais.

“A imprensa tem a ganhar se nalguns casos conseguir dimensão, através de fusões, de gestão de meios em comum, redações, no fundo, alcançar um público maior”, disse o diretor do Gabinete para os Meios de Comunicação Social.

Antes do encontro, em declarações à Agência ECCLESIA, o presidente da AIC, padre António Salvador dos Santos, apresentou como objetivos da iniciativa “analisar a realidade do setor e partilhar realidades que estão relacionadas com as mudanças que se têm registado, sobretudo ao nível económico e tecnológico”.

Paulo Rocha, diretor da Agência ECCLESIA, assina um texto do suplemento sobre imprensa regional, ciberjornalismo e o Congresso da AIC, no jornal ‘O Mensageiro’ (Leiria), afirmando que “como nos recursos, também os conteúdos têm muito a lucrar se os seus produtores resolverem fazer parcerias, permitindo que funcionem redes estabelecidas há muitas gerações e com frequente circulação interrompida por mão humana”.

O programa completo do congresso está disponível emhttp://caiic2011.wordpress.com

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar