0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2014-11-06 | Vaticano: Cristãos sem medo de sujar as mãos pelos pecadores

Papa Francisco lembra exemplo de Jesus e reações escandalizadas dos fariseus

Cidade do Vaticano, 06 nov 2014 (Ecclesia) - O Papa Francisco disse hoje no Vaticano que a Igreja exige cristãos sem medo de sujar as mãos pelos pecadores, como fez Jesus, criticando quem se escandaliza, como os fariseus do tempo de Cristo.

Na homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta, o pontífice argentino recordou que Jesus “acolhia os pecadores e comia com eles”, o que era “um verdadeiro escândalo”.

“Imaginem se houvesse jornais naquele tempo”, exclamou.

O Papa sublinhou que Jesus veio para “procurar aqueles que se tinham afastado do Senhor” e mostrar o “coração de Deus”.

“Deus não para, Deus não vai até um certo ponto, Deus vai até ao fim, até ao limite, para lá dos limites, não para a meio do caminho da salvação, como se dissesse: ‘Fiz tudo, o problema é deles’. Ele vai sempre, desce, entra em campo”, precisou.

Francisco observou, a este respeito, que os fariseus e escribas do tempo de Jesus ficavam “a meio do caminho”, ao contrário de Deus que “não é um negociante, Deus é Pai.”

“É triste um pastor que abre a porta da Igreja e fica ali à espera. É triste o cristão que não sente por dentro, no seu coração, a necessidade de sair e contar aos outros que o Senhor é bom”, referiu.

Segundo o Papa, há “muita perversão no coração dos que se julgam justos” e não querem “sujar as mãos com os pecadores”.

“O verdadeiro pastor, o verdadeiro cristão tem em si este zelo: que ninguém se perca. Por isto, não tem medo de sujar as mãos, não tem medo, vai onde tem de ir. Arrisca a sua vida, arrisca a sua fama, arrisca-se a perder as suas comodidades, o seu estatuto, também perder na carreira eclesiástica, mas é um bom pastor. Os cristãos devem ser assim”, apelou.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar