0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2014-09-23 | Europa: Católicos têm de trabalhar por um clima de «solidariedade e de paz»

Crise e conflitos sociais marcaram encontro de representantes dos episcopados europeus

DR
DR

Madrid, 22 set 2014 (Ecclesia) – Cerca de 200 representantes das conferências episcopais europeias concluíram este domingo em Madrid a segunda edição dos “Dias Sociais Católicos para a Europa”, este ano dedicada ao papel da fé cristã no futuro do Velho Continente.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia, um dos organismos promotores do evento, sustenta que diante da crise económica e dos conflitos sociais que marcam hoje o continente europeu, ficou clara a responsabilidade dos católicos em trabalharem por um clima de “solidariedade e de paz”.

Uma ideia reforçada pelo presidente da COMECE na mensagem que transmitiu aos delegados que durante quatro dias estiveram reunidos na capital espanhola, vindos de 31 países.

O cardeal Reinhard Marx mostrou-se convicto de que os próximos anos vão ser “decisivos” para o rumo da União Europeia e da Europa, face a desafios como a instabilidade financeira, a falta de coesão social e a insegurança na região.

Na ordem do dia está a situação da Ucrânia, que tem repercussões na relação entre a UE e a Rússia, mas os “conflitos sangrentos no Médio Oriente – em Gaza, na Síria e no Iraque levantam também novas questões quanto à responsabilidade europeia no mundo, face a tais atrocidades, cruéis e desumanas”, apontou o prelado.

No campo económico, o presidente da COMECE salientou que a Europa tem de aprender com a crise e avançar com um projeto de desenvolvimento que responsabilize todos os estados-membros e abranja todas as áreas, tendo em especial atenção “as famílias”, que têm “um papel fundamental na sociedade”.

O responsável católico frisou ainda a importância de definir com “clareza” as “regras” que regem os mercados e moldar o sistema de modo a que tenha em atenção as pessoas e não “exclusivamente os interesses do capital”.

Quanto ao contributo que os católicos são chamados a dar para esta “Europa social”, cardeal Reinhard Marx destacou a pertinência dos “princípios que emanam da Doutrina Social da Igreja”.

“Através do conjunto de valores em que está baseada, a Doutrina Social da Igreja pode contribuir para uma coexistência humana assente na paz, na liberdade e na solidariedade”, apontou o prelado.

O líder da COMECE recordou também a experiência que a Igreja Católica tem na área do apoio social, ganha no trabalho que todos os dias efetua no terreno, através de inúmeras instituições.

Durante as várias sessões que compuseram o encontro, os representantes dos episcopados europeus abordaram temáticas como “o futuro dos jovens na Europa, o fenómeno das migrações, a solidariedade entre gerações, a educação para a liberdade e o futuro da vida humana numa sociedade tecnológica”.

Os delegados foram ainda convidados a “rezar pela paz na Europa, no Médio Oriente e por todo o mundo” e a terem nas suas intenções a visita que o Papa Francisco vai realizar ao Parlamento Europeu, no próximo dia 25 de novembro.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar