0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2014-08-20 | Vaticano: Papa renova apelos em favor de minorias religiosas no Iraque

Francisco lembrou viagem à Coreia do Sul e pediu orações pelos cristãos perseguidos

(Lusa)
(Lusa)

Cidade do Vaticano, 20 ago 2014 (Ecclesia) – O Papa renovou hoje no Vaticano os seus apelos em favor das minorias religiosas no Iraque e pediu orações pela Ásia, numa audiência pública em que recordou a sua recente viagem à Coreia do Sul.

“Convido-vos a que vos unais à oração de toda a Igreja pelas comunidades da Ásia, que acabei de visitar, bem como por todos os cristãos perseguidos no mundo, particularmente no Iraque. Também pelas minorias religiosas, não-cristãs, que são igualmente perseguidas”, declarou, num encontro com milhares de pessoas na sala Paulo VI.

O Papa deixou novamente votos de que a Coreia caminhe para a “plena de reconciliação” e que o seu povo supere as “consequências das guerras e divisões”.

Segundo Francisco, os dois acontecimentos principais da visita de cinco dias à Coreia do Sul, entre quinta e segunda-feira, foram a beatificação de 124 mártires e o encontro com os jovens que participaram na 6ª Jornada da Juventude Asiática.

“A memória dos mártires, que foram capazes de entregar as suas vidas por aquilo em que acreditavam, constitui um exemplo para os jovens de hoje e dá-lhes motivos para viver com esperança”, declarou.

O Papa recordou que a Igreja Católica na Coreia nasceu a partir da iniciativa de leigos, no século XVIII, inspirando-se nas primeiras comunidades cristãs, que resistiram às perseguições.

“Caros amigos, na história da fé na Coreia vê-se como Cristo não anula as culturas, não suprime o caminho dos povos que através dos séculos e milénios procuram a verdade e praticam o amor a Deus e ao próximo: Cristão não revoga o que é bom, mas dá-lhe cumprimento”, referiu.

Francisco concluiu a sua reflexão com uma oração para que “o Senhor abençoe sempre o povo coreano, lhe dê paz e prosperidade e abençoe a Igreja que vive nessa terra”.

Como habitualmente, o Papa deixou uma saudação aos peregrinos de língua portuguesa, em particular a um grupo de Vilar de Andorinho (Diocese do Porto).

“A minha viagem à Coreia foi iluminada pela festa de Maria Assunta ao Céu: lá do Alto, onde reina com Cristo, a Mãe da Igreja conforta todos aqueles que estão na provação e mantém aberto o horizonte da esperança. Enquanto vos entrego, a vós e às vossas famílias à sua proteção, invoco sobre todos a Bênção de Deus”, disse.

Francisco agradeceu ainda a presença de uma representação do clube de futebol argentino San Lorenzo, após a vitória na Taça dos Libertadores, que apresentou como parte da sua “identidade cultural”.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar