0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-10-08 | Portugal: Ação Católica Rural dedica novo ano pastoral à família

Conselho Nacional esteve reunido em Leiria

Leiria, 08 out 2013 (Ecclesia) – O Conselho Nacional da Acão Católica Rural (ACR) reuniu-se para projetar o novo ano pastoral, com a aposta de responder “aos desafios sociais e eclesiais feitos ao Movimento”, após avaliar o ano de 2012/2013.

“A transmissão da fé, o acolhimento e integração dos idosos, a diminuição da taxa de natalidade e os problemas consequentes da crise económica e do desemprego”, explica a ACR, em comunicado recebido hoje pela Agência ECCLESIA.

O organismo reuniu-se sob o tema ‘O Futuro é agora: semeia, cuida, partilha!’ e definiu a família, “nas suas várias realidades”, como prioritária para o ano de 2013/2014.

No seminário diocesano de Leira, este sábado e domingo, foi reconhecida a “importância” de atividades de formação para jovens e para além do encontro nacional de adolescentes e jovens e vão apostar numa escola de formação de animadores, “especificamente vocacionada para a preparação de Campos de Férias”.

Para o novo ano foram também “reassumidos” a “revisão de vida” como exercício “fundamental”; projetos de ação de “transformação do meio como marca identitária” e a “intergeracionalidade como riqueza” do movimento.

Na reunião foi definida a realização de uma sessão solene para assinalar os 50 anos da publicação da Revista Mundo Rural, um “meio de formação e informação para os seus militantes e leitores”.

Foram ainda analisados e destacados “sinais de esperança” da ACR, onde se destaca o “renovamento” de equipas diocesanas e a integração de novos membros em grupos de base.

O trabalho de proximidade desenvolvido nas dioceses foi considerado “importante” porque permite desenvolver “atividades em parceria; a distribuição pelo país de atividades de formação e ainda o apoio aos grupos em maior dificuldade”, revelam na nota recebida.

No Conselho Nacional estiveram representadas 14 das 16 dioceses onde o movimento está implantado: Aveiro, Braga, Bragança-Miranda, Coimbra, Guarda, Lamego, Leiria-Fátima, Lisboa, Portalegre-Castelo Branco, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar