0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-07-05 | Migrações: Responsáveis católicos vão enviar «carta aberta» aos bispos

Secretariados Diocesanos estão reunidos em Vila Real

Vila Real, 04 Jul 2013 (Ecclesia) – Os responsáveis diocesanos do setor da pastoral das migrações vão escrever “uma carta aberta aos bispos portugueses” onde se expressa as preocupações relativas ao fenómeno migratório, disse, hoje, à Agência ECCLESIA, frei Francisco Sales.

O responsável da Obra Católica Portuguesa das Migrações (OCPM) realça que o documento, a sair no final do encontro dos secretariados diocesanos deste setor, a decorrer até esta sexta-feira, em Vila Real, pretende ser “uma ajuda aos bispos” para que tomem “opções pastorais” que possam ir ao “encontro desta realidade que é extremamente urgente”.

O êxodo da população portuguesa continua “devido à situação atual do país”, lamentou o responsável da OCPM.

Para além dos portugueses que procuram melhores condições de vida noutras paragens, frei Francisco Sales frisou que, só no ano de 2012, baseado no relatório do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, que “20 mil imigrantes que residiam em Portugal, alguns com nacionalidade portuguesa, saíram do nosso país”.

No nosso país, “não existem saídas profissionais” e os “rendimentos das famílias” continuam a diminuir, basta ver o “que está a acontecer com o pessoal ligado ao mundo da medicina”, e acrescenta: “não veem futuro no nosso país”.

Como “ninguém vive do ar”, as pessoas têm de procurar novas oportunidades, mas, “infelizmente os governantes pensam e estão a transformar o país para que as pessoas comecem a viver do ar”, critica frei Francisco Sales.

Apesar desta situação, o responsável da OCPM refere que o “mais alarmante de tudo isto” são as pessoas que saem “revoltadas com o país” e que “não querem voltar”.

Portugal está a perder oportunidades e quem está “à frente dos destinos do país parece que brinca” com as pessoas, denuncia o diretor.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar