0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-06-25 | Lisboa: Novo patriarca vai receber pálio das mãos do Papa

D. Manuel Clemente marca presença no Vaticano a 29 de junho, com outros arcebispos metropolitas, na solenidade de São Pedro e São Paulo

Porto, 24 jun 2013 (Ecclesia) – D. Manuel Clemente, novo patriarca de Lisboa e administrador apostólico da Diocese do Porto, vai receber este sábado o pálio, uma insígnia litúrgica de honra e jurisdição da Igreja Católica, numa cerimónia presidida pelo Papa, no Vaticano.

A celebração, que se realiza anualmente na solenidade litúrgica de São Pedro e São Paulo, tem início marcado para as 09h30 (08h30 em Lisboa) na Basílica de São Pedro e reúne vários arcebispos metropolitas.

A presença de D. Manuel Clemente foi confirmada pela Agência ECCLESIA junto da Diocese do Porto.

A imposição do pálio tem lugar junto do altar da confissão do Apóstolo Pedro, na Basílica do Vaticano, e destina-se a sublinhar a missão do metropolita, que preside a uma província eclesiástica constituída por diversas dioceses.

Este sistema administrativo veio da divisão civil do Império Romano, depois da paz de Constantino (313); em Portugal há três províncias eclesiásticas: Braga, Lisboa e Évora.

Na solenidade litúrgica de São Pedro e São Paulo, padroeiros de Roma, cada arcebispo nomeado nos últimos 12 meses profere um juramento no qual se compromete a ser “sempre fiel e obediente” à Igreja Católica, ao Papa e aos seus sucessores.

O pálio, faixa de lã branca com seis cruzes pretas de seda, é abençoado pelos Papas nesta solenidade, a fim de serem envergados pelos arcebispos metropolitas nas suas dioceses e nas da sua província eclesiástica.

Esta insígnia é feita com a lã de dois cordeiros brancos benzidos pelos Papas na memória litúrgica de Santa Inês, a 21 de janeiro, e simboliza o Bom Pastor que leva nos ombros o cordeiro até dar a sua própria vida, como recordam as cruzes negras bordadas.

Lisboa foi elevada a metrópole eclesiástica em 1393, Lisboa, sendo seu primeiro arcebispo D. João Anes.

Em 1716, o Papa Clemente XI elevou a capela real a basílica patriarcal, ficando a antiga diocese dividida em duas até 1740, ano em que foi reunificada.

Por privilégio concedido através de Bula Pontifícia, o patriarca de Lisboa é nomeado cardeal pelo Papa no primeiro consistório realizado após a sua elevação à sede diocesana.

D. Manuel Clemente, de 64 anos, até agora bispo do Porto, foi nomeado como sucessor de D. José Policarpo a 18 de maio.

A tomada de posse do cargo está marcada para o dia 7 de julho.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar