0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-05-30 | Síria: Vaticano diz que chegou a hora de «calar as armas» e negociar a paz

«Sofrimento indescritível das populações não pode ser ignorado», realça observador da Santa Sé junto das Nações Unidas

Genebra, Suíça, 29 mai 2013 (Ecclesia) – O observador do Vaticano junto das instituições da ONU em Genebra, na Suíça, apelou hoje ao fim da guerra civil na Síria e à salvaguarda dos direitos humanos no território.

Numa declaração proferida na 23ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, D. Silvano Tomasi sublinhou a importância dos dois lados implicados no conflito, o governo do presidente Bashar al-Assad e as forças opositoras ao regime, “calarem as armas” e negociarem a paz.

“O sofrimento indescritível das populações não pode ser ignorado”, realçou o arcebispo italiano, numa intervenção enviada à Agência ECCLESIA.

Segundo o representante da Santa Sé junto da ONU, a guerra na Síria já “destruiu a vida de dezenas de milhares de pessoas e cerca de um milhão e meio de habitantes foram forçados a fugir para o estrangeiro como refugiados”.

“Mais de quatro milhões ficaram sem casa e os civis foram transformados em alvos a abater, num processo que contrariou toda e qualquer lei humanitária”, criticou o prelado.

Para D. Silvano Tomasi, a “enorme tragédia” que se abateu sobre a Síria “ameaça intensificar conflitos regionais e globais” já existentes e “transformar” uma luta política “em confrontos étnicos e religiosos” que só conduzirão “à destruição do país”.

“A intensificação do conflito armado não é solução, só o diálogo e a reconciliação”, reforçou o arcebispo, para quem o caminho da paz poderá começar a ser desbravado com uma “conferência diplomática” em Genebra, “se existir vontade política” para o efeito.

De acordo com a agência Reuters, que cita fontes diplomáticas, essa conferência poderá ter lugar nos dias 15 e 16 de junho.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar