0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-04-23 | Vaticano: Papa apela à libertação de dois bispos ortodoxos raptados na Síria

Francisco lembra população que vive emergência de «vastíssimas proporções»

Cidade do Vaticano, 23 abr 2013 (Ecclesia) – O Papa Francisco apelou hoje à libertação de dois bispos ortodoxos raptados esta segunda-feira na Síria e recordou as populações atingidas por uma “emergência humana de vastíssimas proporções”.

A agência oficial Sana noticiou que os bispos Mar Gregorios Ibrahim, da Igreja siro-ortodoxa, e Paul Yazigi, da Igreja greco-ortodoxa, foram sequestrados por um grupo armado quando prestavam ajuda humanitária na aldeia de Kafr Dael, província de Alepo.

O porta-voz do Vaticano revelou em comunicado que o Papa foi informado deste “novo gravíssimo facto, que se soma ao crescimento da violência nos últimos dias e a uma emergência humana de vastíssimas proporções”.

Francisco, acrescenta a nota do padre Federico Lombardi, “segue os acontecimentos com profundo envolvimento e intensa oração pela saúde e a libertação dos dois bispos raptados e para que, com o empenho de todos, o povo sírio possa finalmente ver respostas eficazes ao drama humano”.

Segundo este responsável, o rapto dos metropolitas de Alepo e o assassinato do seu motorista “é uma confirmação dramática da trágica situação em que vivem a população da Síria e as suas comunidades cristãs”.

Segundo estimativas citadas por responsáveis católicos no terreno, a guerra na Síria já provocou um milhão de refugiados, dois milhões e meio de deslocados e quase 100 mil mortos.

Os confrontos surgiram após a repressão dos protestos populares contra o regime de Bashar al-Assad que tiveram início em março de 2011.

O Papa Francisco deixa votos de que surjam “no horizonte esperanças reais de paz e de reconciliação”.

A agência Fides, do Vaticano, escreve que “os cristãos, que constituem cerca de 5% da população síria, são especialmente vulneráveis ao contexto de anarquia que impera no país desde o início da revolta contra o regime”.

No início de fevereiro, dois padres foram sequestrados por homens armados no sul de Alepo sem que tenha voltado a haver notícias suas desde então.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar