0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-04-10 | Vaticano: Cristianismo é mais do que um conjunto de «mandamentos», diz Francisco

Papa convidou católicos a levar esperança ao mundo que nega importância de Deus

Cidade do Vaticano, 10 abr 2013 (Ecclesia) – O Papa Francisco afirmou hoje no Vaticano que o Cristianismo é mais do que um conjunto de “mandamentos” e desafiou os católicos a anunciarem a sua fé num mundo para o qual “Deus não serve”.

“A tentação de deixar Deus de lado para nos colocarmos a nós próprios no centro está sempre à porta e a experiência do pecado fere a nossa vida cristã”, alertou, na audiência pública semanal que reuniu dezenas de pessoas na Praça de São Pedro.

“Ser cristão não se reduz a seguir mandamentos, mas quer dizer estar em Cristo, pensar como Ele, agir como Ele, amar como Ele; é deixar que Ele tome posse da nossa vida e a mude, a transforme, a liberte das trevas do mal e do pecado”, acrescentou.

Para o sucessor de Bento XVI, os cristãos devem ter a “coragem da fé” e evitar a mentalidade que diz que “Deus não serve, não é importante”.

“É exatamente o contrário, só portando-nos como filhos de Deus, sem desencorajarmos por causa das nossas quedas, sentindo-nos amados por Ele, que a nossa vida será nova, animada pela serenidade e alegria. Deus é a nossa força, Deus é a nossa esperança”, declarou.

Após afirmar que “Deus é sempre fiel”, o Papa realçou a importância de mostrar publicamente “a alegria de ser filhos de Deus” e a “verdadeira liberdade” de viver em Jesus, que afasta a “escravidão do mal, do pecado, da morte”.

“Olhemos para a pátria celeste, teremos uma nova luz e força, também no nosso compromisso e nas nossas fadigas quotidianas. É um serviço precioso que temos de dar a este nosso mundo, que muitas vezes já não consegue levantar o olhar para o alto, para Deus”, sublinhou.

A reflexão sobre a ressurreição de Jesus abordou as consequências deste acontecimento, sem o qual a fé é “vã”.

“Quantas vezes, na nossa vida, as esperanças desvanecem; quantas vezes as expectativas que levamos no coração não se concretizam. A nossa esperança dos cristãos é forte, segura, sólida nesta terra, na qual Deus nos chamou a caminhar, e está aberta à eternidade”, prosseguiu.

Francisco falou em italiano e, pela primeira vez neste tipo de encontros, em espanhol, brincando com a presença de um grupo do Club Atlético San Lorenzo de Almagro (Buenos Aires), equipa da qual é adepto: “Isto é muito importante”, referiu, a sorrir.

As saudações aos presentes estenderam-se a um grupo da Diocese de Coimbra.

O tema da catesquese foi retomado na conta '@Pontifex' do Papa na rede social Twitter: "Se nos comportarmos como filhos de Deus, sentindo-nos amados por Ele, a nossa vida será nova, cheia de serenidade e de alegria".

""Ser cristão não se reduz a cumprir mandamentos, mas é deixar que Cristo tome posse da nossa vida e a transforme", referia outra mensagem publicada em nove línguas para mais de cinco milhões de seguidores.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar