0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2013-03-26 | Vaticano: Papa vai lavar os pés a jovens detidos de várias nacionalidades e religiões

Celebração da tarde de Quinta-feira Santa em estabelecimento penal para menores tem caráter reservado

Cidade do Vaticano, 26 mar 2013 (Ecclesia) – O Papa Francisco vai lavar os pés a 12 jovens de várias nacionalidades e religiões na celebração da tarde de Quinta-feira Santa, marcada este ano para um centro de detenção para menores, em Roma.

O Serviço de Informação do Vaticano (VIS) revelou hoje que a celebração será “muito simples” e tem um “caráter íntimo”, por vontade expressa do Papa argentino, sem transmissão televisiva em direto e presença de jornalistas limitada ao exterior do Instituto Penal para Menores (IPM) de Casal del Marmo, que Bento XVI também visitou em 2007.

A escolha do local da missa, anunciada na última quinta-feira, foi explicada pela Santa Sé como uma continuação do “ministério como arcebispo de Buenos Aires” do cardeal Bergoglio, hoje o Papa Francisco, que “costumava celebrar numa prisão ou num hospital ou em casas para pobres ou pessoas marginalizadas”.

A celebração tem início marcado para as 17h30 locais (menos uma em Lisboa) e representa uma mudança relativamente ao programa habitual da Semana Santa, dado que o Papa preside habitualmente a esta cerimónia na Basílica de São João de Latrão.

A ‘missa da Ceia do Senhor’ é caraterizada “pelo anúncio do mandamento do amor e pelo gesto do lava-pés”.

A celebração vai contar com a participação de 50 jovens, incluindo 11 raparigas, todos do IPM, que irão proferir as leituras da cerimónia.

“O Papa vai lavar os pés a 12 deles, escolhidos entre várias nacionalidades e confissões religiosas”, explica a nota do VIS enviada à Agência ECCLESIA.

Francisco terá a companhia do cardeal Agostino Vallini, vigário papal para a Diocese de Roma, e do padre Gaetano Greco, capelão no IPM.

Após a missa, o Papa vai encontrar-se com os jovens e o pessoal do centro de detenção, um total de aproximadamente 150 pessoas, no ginásio da instituição, estando prevista a presença da ministra da Justiça da Itália, Paola Severino.

Segundo o Vaticano, os jovens irão oferecer a Francisco um crucifixo e um genuflexório de madeira, fabricados por eles mesmos.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar