0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2012-07-24 | Incêndios: Recuperação de habitações é prioridade da Cáritas no Algarve e Madeira

Organização católica agradece «solidariedade» dos portugueses

Lusa| Casa destruída pelos incêndios. Cabeço do Velho, Faro

Lisboa, 23 jul 2012 (Ecclesia) – A Cáritas agradeceu hoje a solidariedade dos portugueses para com as vítimas dos recentes incêndios nas regiões do Algarve e da Madeira, assinalando que a prioridade da organização católica é apoiar a “recuperação de habitações”.

Em comunicado divulgado pelo site da instituição, a Cáritas Portuguesa revela que a conta solidária aberta esta quinta-feira apresenta um saldo de 1244,70 euros, até este momento.

A organização estima que “uma grande fatia dos contributos” vai ser aplicada na recuperação de habitações, “reparações, mobiliário e eletrodomésticos”.

As Cáritas Diocesanas do Funchal e do Algarve apresentaram já a sua disponibilidade para “apoiar na fase que se segue, que é primeiro de avaliação e de levantamento das necessidades”.

Todo este trabalho, acrescenta o comunicado, “será feito em colaboração com as autoridades nacionais e locais”.

“Depois dos dias de muita ansiedade e de grande destruição é tempo de colocar os pés no chão e perceber de que forma se poderá minorar as dificuldades que este fogo trouxe para muitas famílias”, sublinha a Cáritas Portuguesa.

A instituição de solidariedade e ajuda humanitária da Igreja Católica recorda que “durante os dias em que os fogos estiveram ativos, várias equipas de voluntários da Cáritas estiveram presentes dando apoio quer as populações quer aos bombeiros, que necessitaram de alimentação e água para poderem fazer o seu trabalho”.

A Cáritas Portuguesa abriu uma conta solidária para “atender às necessidades que se revelem necessárias” face aos sucessivos incêndios que têm atingido a Madeira, o Algarve e o restante território nacional.

A organização católica disponibilizou um “donativo de emergência” no valor de 20 mil euros.

A conta “Cáritas ajuda vítimas de incêndios”, com o NIB 0007 0000 00107639446 23, recebe os donativos para as vítimas dos incêndios.

“Sem grande surpresa, mas sempre com um renovado sentimento de gratidão, a Cáritas Portuguesa verifica que os portugueses são solidários com quem necessita”, referiu hoje a instituição.

Os incêndios da última semana provocaram elevados danos materiais no concelho algarvio de Tavira: o presidente da Junta de Freguesia de Cachopo, Sidónio Barão, estimou que a área afetada seja de 60%.

O presidente da Junta de Santa Catarina da Fonte do Bispo, Leonardo Martins, indicou, por sua vez, que a quase totalidade dos 2800 habitantes locais foi afetada pelo fogo.

Na ilha da Madeira, diversos incêndios deflagraram desde terça-feira e destruíram várias casas, com fogos mais críticos nos concelhos do Funchal, Santa Cruz, Calheta, Porto Moniz, Ribeira Brava e Machico.

A edição de domingo do jornal do Vaticano, ‘L’Osservatore Romano’, destacava na sua capa os “devastadores incêndios” que atingiram o sul de Portugal e a Madeira, que apresentou como “um espetáculo impressionante, talvez provocado por criminosos”.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar