0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2012-06-12 | Vaticano: Mordomo de Bento XVI continua em prisão preventiva

Porta-voz da Santa Sé diz que Paolo Gabriele é única pessoa sob investigação


D.R. | Paolo Gabriele (em primeiro plano)

Cidade do Vaticano, 12 jun 2012 (Ecclesia) – O porta-voz do Vaticano adiantou esta segunda-feira que o mordomo de Bento XVI, acusado de “furto agravado” de documentos pertencentes ao Papa, continua em prisão preventiva e é, de momento, a única pessoa sob investigação.

O padre Federico Lombardi falava aos jornalistas, comentando os mais recentes desenvolvimentos do caso de fugas de informação no Vaticano, conhecidas por ‘Vatileaks’, que deram origem à divulgação pública de dados reservados.

Paolo Gabriele, detido a 23 de maio, é acusado de um crime que pode valer até 8 anos de cadeia.

Os advogados do mordomo solicitaram liberdade condicional para o seu cliente, pedido que está a ser analisado pelo juiz instrutor do processo.

O porta-voz do Vaticano negou, por outro lado, as notícias vindas a público na Itália que davam conta da convocação, para interrogatório, de outras pessoas.

O padre Lombardi comentou ainda análise feita às finanças da Santa Sé por um grupo de peritos do ‘Moneyval’, organismo especializado do Conselho da Europa para a luta contra a lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo.

Este responsável considerou a avaliação por “pessoas altamente especializadas” como um facto positivo, falando num “encontro sereno” entre as instituições da Igreja Católica e o mundo laico.

O encontro com os jornalistas começou com uma referência às situações de violência e ataques contra cristãos que têm tido lugar na Nigéria.

Para o diretor da sala de imprensa de Santa Sé, os atentados são atos de “dor e horror”, pedindo que as autoridades do país africano procurem resolver uma situação que ameaça toda a população.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar