0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2012-03-25 | México: Papa reza diante de quadro da Virgem de Guadalupe

Bento XVI retoma programa oficial no segundo dia de visita, após 24 horas de pausa, em percurso acompanhado por milhares de pessoas

Lusa

Lisboa, 24 mar 2012 (Ecclesia) - Bento XVI rezou hoje de manhã diante de um quadro da Virgem de Guadalupe, padroeira da América Latina, no início do segundo dia da sua visita ao México.

O Papa presidiu a uma missa, em privado, na capela do Colégio de Miraflores, em León, 400 km a noroeste da Cidade do México, onde ficará alojado durante as três noites em que permanece no país, antes de partir para Cuba, na segunda-feira.

Bento XVI visitou o edifício e durante o percurso deteve-se durante alguns minutos para rezar diante de um quadro da Virgem de Guadalupe, cujo santuário, numa colina de Tepeyac, próxima da capital mexicana, é o mais visitado do mundo.

A Santa Sé informou que, por razões de saúde, Bento XVI não incluiu no programa desta visita a Cidade do México e a Basílica da Virgem de Guadalupe, situados acima dos 2000 metros de altura.

A imagem da Senhora de Guadalupe, em tamanho natural, vai marcar presença na missa deste domingo, que vai decorrer no Parque do Bicentenário da Independência do México, entre as cidades de Guanajuato, León e Silao, e está previsto que o Papa se ajoelhe e reze diante da mesma, após a recitação do Angelus.

Esta região é considerada o coração do catolicismo mexicano, país de língua hispânica com o maior número de batizados (99 milhões) e destacou-se na luta armada contra as disposições anticlericais das primeiras décadas do século XX, na chamada ‘Guerra Cristera’.

Bento XVI vai sobrevoar de helicóptero a imagem de Cristo Rei, em Silao, referência para milhares de católicos que se constituíram num exército popular para defender a liberdade religiosa, combatendo ao grito de ‘Viva Cristo Rei’, e vai oferecer um mosaico para ser colocado no interior do santuário.

Embora não marque presença fisicamente junto ao monumento, o atual Papa vai inaugurar a nova iluminação do Cristo Rei, após o encontro com os bispos da América Latina, na Catedral de León, este domingo.

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, disse hoje à imprensa que o Papa "dormiu bem", depois de um voo de 14 horas e 10 mil quilómetros, e que trabalha "tranquilamente” nos seus discursos.

Depois de uma pausa de 24 horas, também ditada pela necessidade de adaptação ao novo fuso horário, Bento XVI retomou o programa oficial da viagem, às 17h00 locais (mais seis em Lisboa) rumando, desde a cidade de León, para Guanajuato, num percurso de cerca de 50 quilómetros e uma hora, em carro fechado, tendo sido recebido pelo presidente do Município local.

Edgar Castro entregou ao Papa as chaves desta cidade, com o escudo do Vaticano, a Virgem de Guadalupe, a bandeira citadina e a águia do escudo nacional mexicano.

Após este breve encontro, Bento XVI seguiu já em papamóvel para a Casa del Conde Rul, edifício do século XVIII, onde se vai encontar com Felipe Calderón, numa deslocação acompanhada por milhares de pessoas.

Antes de deixar o Colégio de Miraflores, Bento XVI quebrou o protocolo e saudou algumas das pessoas que se reuniram junto ao local, beijando e abençoando várias crianças.

Mais de 600 mil pessoas acompanharam o Papa na sua chegada ao México, esta sexta-feira, ao longo de mais de 38 km pelas estradas do Estado de Guanajuato, segundo estimativas da imprensa local, confirmadas pelo padre Lombardi.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar