0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2015-09-10 | «Ad Limina»: Como deve de ser o trabalho de um bispo?

Criatividade, unidade e alegria são as propostas de D. Jorge Ortiga, transmitidas na homilia da Missa na Basílica de São João de Latrão

PR/Agência ECCLESIA
PR/Agência ECCLESIA

Paulo Rocha, enviado da Agência ECCLESIA ao Vaticano

Roma, 10 set 2015 (Ecclesia) – D. Jorge Ortiga afirmou hoje em Roma que o trabalho dos bispos deve ser caraterizado pela criatividade, unidade e alegria e sugeriu uma aposta colegial na “pastoral da iniciação cristã”.

“Repetir é cómodo. Urge olhar com verdade para os resultados e reconhecer que muita coisa deve mudar”, disse o arcebispo de Braga, na homilia da Missa a que presidiu na Basílica de São João de Latrão, no âmbito da visita “ad Limina” do episcopado português, que decorre esta semana.

“Só com paradigmas novos nos encontramos com os desafios do mundo oferecendo-lhe a mensagem de sempre através de novas atitudes. Encontramo-nos numa nova cultura e civilização. Não é igual ao passado”, sustentou.

Para D. Jorge Ortiga, “importa uma criatividade alicerçada no Espírito que cria caminhos novos e mais audazes”.

O arcebispo de Braga sugeriu ao episcopado uma aposta na “pastoral da iniciação cristã”, a concretizar com um trabalho desenvolvido em “unidade”.

“Teremos de assumir, corajosa e colegialmente, uma Pastoral da Iniciação Cristã como primeira resposta ao hoje da Igreja em Portugal”, defendeu.

“Só trabalhando em unidade, de espírito e de ação, nas nossas dioceses e entre nós conseguiremos ser alternativa neste mundo pluralista, dividido, individualista”, acrescentou o responsável

Para D. Jorge Ortiga, a missão dos bispos tem de ter “ao lado da unidade” a “a alegria no rosto.

“A Palavra nunca seduzirá se o mundo não tiver oportunidade de verificar que, realmente, é Boa Nova”, sublinhou.

A Missa em São João de Latrão, uma das quatro basílicas papais, faz parte do programa da visita “ad Limina” que o episcopado português realiza no Vaticano desde segunda-feira, quando se encontrou com o Papa Francisco, e termina esta sexta-feira após encontros nos vários organismos da Cúria Romana.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar