0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2015-09-10 | Vaticano: Papa desafia novos bispos a ir ao encontro de quem se afastou ou rejeita a Igreja

Francisco encontrou-se com prelados nomeados no último ano, incluindo D. José Ornelas Carvalho

(Lusa)
(Lusa)

Cidade do Vaticano, 10 set 2015 (Ecclesia) - O Papa encontrou-se hoje com os bispos nomeados no último ano, incluindo D. José Ornelas Carvalho (Diocese de Setúbal), que desafiou a ir ao encontro de quem se afastou da Igreja ou “sempre rejeitou” Jesus.

“Não é verdade que possamos prescindir destes irmãos afastados. Não nos é consentido eliminar a inquietação com a sua sorte”, disse.

Francisco pediu que os bispos não se “escandalizem” com as “dores” ou “desilusões” de quem abandonou a comunidade católica.

O Papa apresentou depois um conjunto de “desafios dramáticos” para a humanidade, como a “globalização que aproxima o que está longe e, por outro lado, separa o que está próximo”.

A intervenção aludiu ainda ao fenómeno das migrações que “perturba” a atualidade, à exploração dos recursos naturais, às preocupações com o “futuro e dignidade do trabalho humano” e às gerações de desempregados que são “reduzidos a estatísticas”.

Francisco alertou para a “desertificação das relações”, a “desresponsabilização generalizada” e ao “desinteresse pelo amanhã”, com jovens desanimados e idosos isolados.

“Não tenhais medo de ir a todo o lado e de encontrar-vos com quantos o Senhor vos confiou”, apelou aos novos bispos.

O Papa convidou os presentes a passar uma mensagem de “alegria” que contraste com as “palavras vazias” que alienam as pessoas, “esquecidas da eternidade”, “relegadas ao efémero e limitadas ao provisório”.

Segundo o pontífice argentino, a primeira missão dos bispos é ser “testemunhas do Ressuscitado”, uma mensagem que não é “óbvia nem fácil”.

“O mundo está contente com o seu presente, pelo menos aparentemente, com aquilo que é capaz de assegurar, com tudo quanto lhe parece útil para sufocar a pergunta sobre o que é definitivo”, lamentou.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar