0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2015-09-10 | Refugiados: Bispos da União Europeia pedem solução comum para «crise»

«Para os cristãos, é um dever ir em auxílio dos refugiados, qualquer que seja a sua origem ou a sua religião», escreve a COMECE

(Lusa)
(Lusa)

Lisboa, 10 set 2015 (Ecclesia) - A Comissão dos Episcopados da União Europeia (COMECE) apelou a uma “solução comum” para a atual “crise dos refugiados” no continente, com mudanças na política comunitária de imigração e asilo.

“O problema dos refugiados é um desafio comum que precisa, consequentemente, de uma solução europeia comum”, realça o Comité Permanente da COMECE, em nota enviada hoje à Agência ECCLESIA.

Segundo estes responsáveis, o afluxo de refugiados à Europa coloca “enormes desafios” que podem ser superados se houver uma “responsabilidade comum” e trabalho de conjunto para a sua solução.

“O facto de certos países procurarem demitir-se totalmente da sua responsabilidade é inaceitável. A União Europeia não está fundada na solidariedade dos europeus entre eles?”, questionam os episcopados católicos da UE.

A COMECE sustenta que impedir a entrada de refugiados na Europa, com “arame farpado e muros” não é “uma solução”.

“Para os cristãos, é um dever ir em auxílio dos refugiados, qualquer que seja a sua origem ou a sua religião”, pode ler-se.

Os bispos consideram “chocante” que se assista a “assédio e hostilidade” em relação aos refugiados.

“A questão de uma solução comum para a crise dos refugiados é também uma questão que toca diretamente os valores e o futuro da Europa”, conclui a nota.

O Parlamento Europeu apoiou hoje as novas medidas apresentadas na quarta-feira pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, que preveem distribuição pelos Estados-membros de mais 120 mil refugiados atualmente na Itália, Grécia e Hungria.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar