0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2012-02-19 | Vaticano: Primeira missa do Papa com os novos cardeais

Celebração começou por lembrar cristãos perseguidos em todo o mundo

Cidade do Vaticano, 19 fev 2012 (Ecclesia) – Bento XVI começou a celebrar no Vaticano a primeira missa com os 22 cardeais criados no Consistório público de sábado, entre os quais o português D. Manuel Monteiro de Castro.

Milhares de pessoas participam na missa, que decorre na Basílica de São Pedro, à imagem do que aconteceu no dia anterior.

Antes da celebração, o primeiro dos cardeais por ordem de criação, D. Fernando Filoni, prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, dirigiu uma saudação de ‘homenagem e gratidão’ a Bento XVI.

“Hoje, na Igreja, por causa da sua fidelidade ao Senhor, não faltam o martírio, as tribulações e as perseguições a tantos dos seus membros”, disse o antigo núncio (embaixador da Santa Sé) no Iraque.

Segundo este responsável, aos cardeais não cabem sentimentos de “poder e de domínio”, mas o testemunho do “mistério profundo do sofrimento de Jesus”.

“Neste momento, tão significativo para nós, queremos, juntamente com os nossos sentimentos de gratidão, de afeto e de dedicação, apresentar-lhe, como dom, o renovado compromisso de fidelidade”, acrescentou, dirigindo-se ao Papa.

Após a homilia, vai haver um momento de oração em português, pedindo que “pela intercessão do Apóstolo Pedro, todos os membros do povo de Deus se comprometam no anúncio missionário do Evangelho e no testemunho da caridade”.

O departamento litúrgico procedeu à antecipação da celebração da festa da Cadeira de São Pedro (habitualmente a 22 de fevereiro, que este ano é quarta-feira de Cinzas), assinalada em Roma já no século IV, para significar a unidade da Igreja, fundada sobre a figura do Papa.

Esta é a quarta vez que Bento XVI convoca um Consistório (o último tinha sido em novembro de 2010), com o qual perfaz um total de 84 cardeais criados (63 com direito a voto, mais de metade dos 125 eleitores).

Entre os 22 novos cardeais estão 16 europeus, incluindo sete italianos; dez dos novos cardeais ocupam cargos na Cúria Romana.

D. Manuel Monteiro de Castro assumiu que viveu um “dia inesquecível”, após o Consistório que decorreu na Basílica de São Pedro, onde recebeu de Bento XVI o barrete e o anel cardinalícios.

Natural de Santa Eufémia de Prazins (Guimarães), o terceiro cardeal português foi ordenado padre em 1961 e bispo em 1985, tendo percorrido países dos cinco continentes ao serviço diplomático da Santa Sé.

O cardeal Monteiro de Castro, de 73 anos, está no Vaticano desde julho de 2009, quando assumiu o cargo de secretário da Congregação para os Bispos, antes de ter sido eleito, em janeiro, para liderar a Penitenciária Apostólica, um dos três tribunais da Cúria Romana.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar