0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2011-12-28 | Ecumenismo: Jovem portuguesa considera encontro europeu de Berlim um «sinal extraordinário»

Joana Sanches, da diocese de Lisboa, antevê experiência «muito especial»

Lisboa, 27 dez 2011 (Ecclesia) – Joana Sanches, da diocese de Lisboa, integra a comitiva lusa que começa esta quarta-feira a participar no 34.º Encontro Europeu de Jovens de Taizé, na cidade alemã de Berlim, antevendo uma experiência “muito especial”.

Em declarações ao Programa da Igreja Católica na Antena 1, a jovem portuguesa destaca o reforço dos laços de comunidade e hospitalidade entre os cerca de 30 mil jovens esperados pela comunidade ecuménica de Taizé, com sede em França.

“Quando chegamos, sabemos que vamos ser acolhidos, na maior parte de nós, por uma família, que não nos conhece de lado nenhum e que abre as portas da sua casa para nos receber”, destaca Joana Sanches, de 23 anos, ligada à paróquia da Portela.

Desde que foram lançados pela comunidade ecuménica de Taizé, com sede em França, os encontros europeus de jovens já passaram por cidades como Paris, Varsóvia, Londres, Roma, Budapeste, Genebra, Barcelona e Lisboa, no ano de 2004.

Com base em elementos que compõem o dia a dia daquela comunidade religiosa, como orações, cânticos e debates sobre temas espirituais e questões de atualidade, os participantes são chamados a embarcar numa “peregrinação de confiança através da Terra” e a “serem portadores da paz, de confiança e de reconciliação”.

Um convite deixado pelo irmão Roger, falecido fundador da comunidade de Taizé, e que, segundo Joana Sanches, se tem transformado ao longo dos tempos num “sinal extraordinário” de humanismo e de fé.

Apesar do frio e de estarem longe das suas casas, “os jovens querem estar e mostrar alguma coisa, que acreditam todos no mesmo”, sublinha a jovem portuguesa que, à semelhança de anos anteriores, partiu disposta a “partilhar as suas dificuldades e vantagens com os outros”.

“O encontro, em pequenos grupos, com pessoas de outros países, é sempre muito importante e interessante, porque debatemos temas da nossa vida e temos normalmente sinais muito diferentes de toda a Europa”, aponta.

Durante cinco dias, esta estudante de engenharia de minas vai poder ainda tomar parte em workshops sobre fé e vocação, aprender um pouco mais sobre a sociedade alemã, sobretudo ao nível religioso e político.

“Para mim pessoalmente, Berlim tem um interesse enorme, pela guerra, pela vivência daquelas pessoas, que são cicatrizes que eu penso que ainda hoje em dia se notam, e os workshops vão de encontro a conhecermos essas pessoas”, adianta Joana Sanches, dando como exemplo uma iniciativa que terá lugar envolvendo a comunidade judaica de Berlim.

A jovem lisboeta espera conseguir transportar algumas destas experiências consigo, de volta a casa, até para enriquecer a sua própria realidade paroquial.

“Há uma importância muito grande em chegar e não parar – a comunidade tem que saber o que é que nós fizemos e vivemos, para que também possa implementar, e essa é uma das maiores dificuldades”, conclui.

Quinta e sexta-feira, a partir das 22h45, o Programa da Igreja Católica na Antena 1 vai ser dedicado ao 34º Encontro Europeu de Jovens de Taizé, com a partilha de experiências de jovens portugueses.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar