0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2011-12-13 | Vaticano: Bento XVI anuncia viagem ao México e Cuba

Missa pela América Latina deixou apelos contra a violência e a corrupção

Cidade do Vaticano, 12 dez 2011 (Ecclesia) –Bento XVI revelou esta segunda-feira a sua “intenção” de visitar o México e Cuba, em 2012, antes da Páscoa [8 de abril], num anúncio feito durante a missa pelos países da América Latina, na basílica de São Pedro, Vaticano.

O Papa disse na sua homilia que a viagem apostólica, terceira ao continente americano [Brasil (2007) e Estados Unidos da América (2008)], visa “proclamar a Palavra de Cristo” e reforça a “convicção de que este é um tempo precioso para evangelizar”.

A celebração, promovida pelo Vaticano, associa-se às comemorações do bicentenário da independência dos países da América Latina, festejadas entre 2010 a 2014, com exceção do Peru e do Brasil (2020-2022).

Bento XVI alertou para a defesa da “vida humana desde a sua conceção até ao seu fim natural” e à promoção da paz, para superar “a miséria, o analfabetismo e a corrupção” e “erradicar toda a injustiça, violência, criminalidade, insegurança urbana, narcotráfico e extorsão”.

Para o Papa, é necessário “fomentar cada vez mais iniciativas concertadas e programas efetivos que proporcionem a reconciliação e a fraternidade, incrementem a solidariedade e o cuidado com o meio ambiente”.

A homilia deixou ainda apelos a “tutelar a família na sua genuína natureza e missão”, intensificando, “ao mesmo tempo, uma vasta e capilar tarefa educativa que prepara retamente as pessoas”.

A missa contou com a presença do embaixador português junto da Santa Sé, Manuel Tomás Fernandes Pereira, que se uniu a responsáveis eclesiais e governamentais da América Latina, Caraíbas, Espanha, EUA e Canadá.

Falando em português, Bento XVI disse que “Deus é aquele que merece toda a honra e glória, o Poderoso que fez maravilhas por sua fiel servidora e que hoje continua mostrando o seu amor por todos os homens, particularmente aqueles que enfrentam duras provas”.

Antes da celebração, os participantes estiveram reunidos num momento de oração, com reflexões sobre a Virgem de Guadalupe, cuja memória litúrgica hoje se comemora, e sobre o bicentenário das independências, enquanto desfilavam, pelo corredor central da basílica de São Pedro, dois jovens de cada nação latino-americana levando a bandeira do seu país.

Bento XVI destacou os avanços no “caminho de integração” da América Latina, que lhe permite um “novo protagonismo emergente no contexto mundial”.

“Nestas circunstâncias, é importante que os seus povos salvaguardem o rico tesouro de fé e o seu dinamismo histórico-cultural”, disse o Papa, que utilizou uma plataforma móvel para fazer o trajeto da procissão de entrada entre a sacristia e o altar central da basílica.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar