0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt
 
2011-12-10 | Vaticano: Padre José Tolentino de Mendonça nomeado consultor do Conselho Pontifício para a Cultura

Bento XVI escolheu 10 representantes do mundo das artes, ciências e letras, para reforçar o diálogo entre a Igreja e a sociedade

Lisboa, 10 dez 2011 (Ecclesia) – O diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC), padre José Tolentino de Mendonça, foi hoje designado pelo Papa como um dos dez consultores do Conselho Pontifício para a Cultura.

De acordo com uma nota publicada pela sala de imprensa da Santa Sé, este professor, biblista e poeta português partilha a lista de nomeados com figuras proeminentes da arte e das ciências, como o arquiteto espanhol Santiago Calatrava e o cientista alemão Wolf Joachim Singer.

página oficialdo SNPC nainternetacrescenta quea escolha do sacerdote partiu de uma proposta apresentada a Bento XVI pelo presidente do Conselho Pontifício da Cultura, cardeal italiano D. Gianfranco Ravasi.

Trata-se dasegunda vez, num curto espaço de tempo, que um português é escolhido para exercer funções naquele dicastério, depois de em novembro o bispo D. Carlos Azevedo ter sido apontado como delegado para os bens culturais da Igreja.

Nascido em 1965, em Machico, na Madeira, José Tolentino Mendonça iniciou os seus estudos de Teologia em 1982 e foi ordenado sacerdote em julho de 1990.

Pouco depois seguiu para Roma, onde frequentou o mestrado em Ciências Bíblicas e se doutorou em Teologia Biblíca pela Pontifícia Universidade Gregoriana.

Atualmente, desempenha também as funções de diretor da revista de teologia Didaskalia, editada pela Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa de Lisboa, onde é professor auxiliar.

A nível literário, a sua obra é considerada unanimemente como uma das mais rigorosas e originais da moderna poesia portuguesa, tendo-se destacado também nos campos da espiritualidade, exegese e tradução bíblica.

Publicou ensaios sobre Ruy Belo, Teixeira de Pascoaes e Eugénio de Andrade, , apresentou reflexões como “O Outro Que Me Torna Justo” e “Métodos de Leitura da Bíblia” e traduziu do hebraico o “Cântico dos Cânticos” e o “Livro de Ruth”.

Além dos seus sete livros de poesia, entre os quais “A Noite abre os meus olhos” (2006) – uma antologia da sua obra poética – escreveu uma peça de teatro, dois ensaios sobre Teologia e ainda diversos artigos em revistas científicas desta matéria.

OConselho Pontifício da Cultura tem como missão favorecer “as relações entre a Santa Sé e o mundo da cultura, promovendo de modo particular o diálogo com as várias culturas”, a fim de que “os cultores das ciências, das letras e das artes se sintam reconhecidos pela Igreja como pessoas ao serviço da verdade, do bem e do belo”.

Fonte: Agência Ecclesia

<<< Voltar